Minha experiência com o Enjoei

Topo Enjoei

Depois que a internet invadiu nossas casas, muita coisa mudou. Inclusive a forma como comprar. Eu nunca havia vendido nada na internet, eu era daqueles que somente comprava, e ainda compro.

Ter confiança num site é de extrema importância. E o Enjoei não era novidade pra mim, já tinha ouvido falar dele por aí, mas eu sempre ficava com um pé atrás. Não é por nada, mas assim como existem boas coisas na web, também, e infelizmente, existem as ruins.

Já fazia algum tempo que o meu iPad Mini estava jogado no canto. Ele era praticamente novo. Infelizmente ele perdeu o lugar depois de eu adquirir outros produtos que o substituíam. Não desmerecendo, ele era ótimo, porém já não era útil para mim naquele momento. E porque não vende-lô?

ipad mini 1

Como todo bom ser humano, comecei com a venda no famoso boca a boca. E nem preciso que todas as alternativas foram sem sucesso, né? Até que decidi apostar no Enjoei. E não é que o ‘bichinho’ funciona mesmo?

Não demorou muito pra ter muitos interessados. Além de super seguro, o site permite que os interessados entrem em contato com o vendedor e esclareçam todas as dúvidas, além de tentarem dar uma pechinchada no valor.

É seguro? Claro que é. Tanto para o vendedor quanto ao comprador. Ao vendedor que ficará tranquilo em relação ao pagamento, como também o comprador que receberá o produto nos seus conformes.

Posso afirmar que foi ótimo negociar através do Enjoei, fiz e faria quantas vezes fossem necessárias para vender itens que não uso mais. Quem está afim de vender algo, pode confiar. Eu recomendo! 

Anúncios

[Resenha] Staying Strong – 365 dias do ano

Oie. Como todo bom Lovatic que sou/virei, eu não podia deixar de ler o Staying Strong – 365 dias do Ano, né? Resolvi resenhar ele pra vocês no post de hoje. Será que é um livro que vale a pena?

TOPO - Staying Strong

Que a Demi Lovato é conhecida por sua história de superação, nem é preciso dizer. A garota que sorria em frente a multidão e chorava nos bastidores deu lugar a uma mulher incrível e capaz de superar qualquer problema. E mais, disposta a ajudar todos que a cercam.

 

Saiba mais: Virei um Lovatic sim, e daí?

 

Já contei em post a forma que me apaixonei pela Demi. E como todo bom Lovatic, me obriguei a comprar e ler o livro Staying Strong – 365 dias por ano. Primeiramente preciso dizer que ela é um dos responsáveis por me levantar e me dar forças pra continuar. Na fase ruim que eu estava vivendo, nada mais fazia sentido.

O livro é como se fosse um diário, cada dia tem uma frase motivacional e um objetivo a ser cumprido. Pode parecer besteira, mas se você todos os dias abrir o livro e tentar praticar cada um daqueles ensinamentos, é certeza que você se tornará alguém melhor.

Staying Strong

Ele se tornou meu livrinho de cabeceira. E eu resumiria os ensinamentos da Demi, assim como a Katie Couric, que precisamos dar um tempo ao nosso coração nos momentos difíceis e apreciar sem pressa a vista do arranha-céu enquanto estivermos nas alturas.

Recomendo o livro não só para os Lovatics, mas para todos aqueles que precisam ouvir algo motivacional. E antes de julgarem por ser um livro de autoajuda, vou dar um spoiler de um conselho da Demi: jamais julguem o livro pela capa. Dito isso, classifico ele como um dos melhores que já li.

Demi Lovato

Alguém já leu? O que acharam? Valeu e até a próxima.

Gossip Girl: Livro ou Série?

Sabe quando você se depara com aquele filme/série e descobre que ele se originou de um livro? Sempre vem a mente aquela pergunta, qual deles eu vejo primeiro? O que eu faço? Qual é melhor? Calma, calma. Se você se fez essa pergunta enquanto se deparou com GG, eu posso te ajudar.

Topo - Gossip girl

Os livros de Gossip Girl são da autoria da Cecily von Ziegesar, e no total somam 12 volumes. Os personagens são os mesmos da série. Durante a história eles sofrem algumas alterações, coisa super normal de acontecer. A única pessoa que não perde a majestade nunca, é a nossa queridíssima e venenosa, Gossip Girl ou Garota do Blog, como queiram chamar.

 

Saiba mais: Confira meus episódios favoritos de Gossip Girl – A série

 

A série conta com 6 temporadas, alguns personagens novos e algumas histórias diferentes. Uma delas é a do casal Blair Waldorf (Leighton Meester) e Chuck Bass (Ed Westwick), que não está presente nos livros. E cai entre nós, na série não podia ser diferente, né? A química da Leighton e do Ed é tão bacana que todo mundo que assiste ama.

Blair e Chuck

Apesar de serem a “mesma coisa”, cada obra tem seu ponto positivo e negativo. Nos livros, não é revelado quem é a tão temida Gossip Girl, já na série é revelado, mas não agrada todo mundo. Eu particularmente gostei e achei super bem construído. E se prestarem muita atenção no primeiro episódio, já é possível saber quem é. Não, não é a Dorota!

Seria um tanto quanto injusto dizer que essa ou aquela é melhor. Eu particularmente gosto das duas. Só que preciso admitir que tenho uma queda a mais com a série, até porque sou mais viciado em séries.

 

Saiba mais: Respondi a Tag com as minhas séries favoritas

 

Prefiro dizer que a história dos livros é um pouco mais demorada que a série. Por exemplo, o livro de Volume 1 (As Delícias da Fofoca) conta o que o primeiro episódio da série mostra. No entanto, existem algumas diferenças. Uma delas é o encontro da Serena Van der Woodsen (Blake Lively) e do Dan Humphrey (Penn Badgley) que nos livros acontece no bar, onde o Dan e a Vanessa já estão lá. Na série isso é totalmente diferente, né?

Serena e Dan

Sendo assim, eu recomendaria a quem gosta de ler, que fique com os livros. Já os que gostam de produtos audiovisuais, optem pela série. E caso você seja um fã incondicional igual a mim, porque não ficar com os dois? A minha única dica é para não acompanhar os dois simultaneamente, pode ser que sua mente de tilt. Hahahaha.

No entanto, fica a dica para quem busca algo para ler ou assistir. Gossip Girl além de ser um livro/série é uma crítica ao mundo da elite e a era tecnológica, mais precisamente, as redes sociais. Seja qual escolherem, se divirtam. Será uma longa e complicada história. Hehehe.

Espero que tenham gostado desse post. Não esqueçam de deixar a opinião de vocês nos comentários. ^^

xoxo, Gossip Boy. Hahahaha. Abraço!

[TS4] Prós e Contras

Fala galera! Olha eu aqui de novo. Então, como eu havia prometido. Resolvi trazer a vocês alguns pontos prós e contras do The Sims 4. Se você ainda está indeciso sobre comprar ou não, esse post pode lhe ajudar a decidir. Vem comigo!

TS4 Prós e Contras

Apesar dos milhares de elogios que o The Sims 4 vem recebendo, ele também tem algumas falhas. Poucas, mas que podem ser aprimoradas com o tempo, caso a EA resolva arrumar em expansões e até mesmo em atualizações. Esses foram alguns pontos que notei e que talvez me incomode um pouco. Se faltar algum, me desculpem. Nem todos são tão perceptíveis assim! Vamos lá.

PRÓS

– O jogo apresenta salvamento automático. Isso mesmo! Agora você não precisa mais ficar salvando toda hora, o game faz isso pra você. Claro, que sempre antes de sair é bom salvar, mas em todos os casos, ponto pro The Sims 4.

– O jogo está bem fluído, sim! Se o seu computador apresenta os requisitos mínimos, parabéns! O jogo vai rodar e você terá uma experiência incrível.

– A galeria é o melhor diferencial das outras versões. Acabou aquela coisa de ter que sair do game, acessar a página oficial e baixar os conteúdos do Exchange. E sim, a galeria é muito poderosa! Tem sims, lotes e cômodos.

– Adeus robôs! Com as emoções acrescentadas nos sims, agora eles estão muito mais expressivos. E qualquer emoção, reflete no dia a dia deles. E isso realmente influencia num game incrível! Sims robóticos nunca mais.

– Assoviar e chupar cana, porque não? É, essa nova geração acrescentou a multitarefa. Agora nossos sims podem assistir tv enquanto comem. E não ficam mais presos a uma função só. Isso garante um dinamismo todo especial na jogabilidade.

– Para quem achava que as telas de carregamento demorariam séculos, estava completamente errado. Elas duram, no máximo, 13 segundos, depende do seu computador. Elas não atrapalham nem um pouco o modo simulação. Foi como a EA prometeu: seria menos tempo do que ver seu sim se locomover pela vizinhança como no The Sims 3. Palmas para a EA!

– O Criar um Sim e o Modo Construção foram totalmente reformulados. Ficaram mais simples, rápido e prático. Agora todos nós podemos fazer sims e lotes bonitos. Da primeira vez que joguei com o Modo Construção, me senti um arquiteto muito bom. Consegui finalmente fazer uma casa bonita! Hahahaha. E sobre os sims, todos lindos!

– Esse é o ponto que mais me chama a atenção. A vizinhança viva! Sim, galera. Enfim, temos sims por todas as partes. E eles não são robóticos não. Eles interagem, fazem loucuras, paqueram, se irritam e no final, você se diverte demais.

– Apesar das telas de carregamento, os lotes e a vizinhança não ficam congelados quando seu sim está lá. Tudo acontece simultaneamente. Esse é mais um dos pontos positivos pro The Sims 4!

CONTRAS

– Por ainda ser só o jogo base, muitas pessoas podem sentir falta de algumas coisas. Como bichos, estações e alguns objetos que só são adicionados em expansões. Faz parte da franquia The Sims. Então só nos resta aguardar e torcer para que venham logo as expansões. \o/

– Poucos lotes residenciais e comunitários. Apesar de podermos andar por Willow Creek e Oasis Springs, faz falta mais lotes. Mas como eu disse, a esperança é de que com as expansões, a vizinhança se expanda, assim como ocorreu no The Sims 1 O Bicho Vai Pegar. Lembram? Oremos então.

– OMG! CADÊ OS BEBÊS E AS PISCINAS? Pois é, essa foi a reação da maioria da galera quando ouviu que esses itens não estariam no game. Calma! Não tem bebês, mas tem os recém nascidos. Não tem piscinas, mas tem fontes. Tá, tá! Eu sei. Não é a mesma coisa. Mas é o que tem pra hoje, colegas. Acreditamos que em breve, a EA vai recolocar isso. É só ter um pouquinho de paciência, eu juro, tá? (prfvr EA, me ajuda!)

– Vai visitar o vizinho? Tela de carregamento. Pois é, me decepcionei com isso. Porque até onde eu sabia, não teriam telas de carregamentos para andar na vizinhança onde você está, só se você fosse a outro distrito ou mundo. Então se você quiser visitar os vizinhos, pisca. É! Esse é o tempo da tela de carregamento acabar. Hahahaha.

– Seja saudável, ande a pé. Pois é, no The Sims 4 não existe nenhum meio de transporte. E os que tem, são decorativos. Quem sabe com uma expansão estilo Vida Noturna do The Sims 2, os carros não voltem? Aguardemos.

– Adeus ferramentas de elevar terreno! Pois é, apesar da facilidade do Modo Construção, as ferramentas de mexer no terreno não estão presentes. E mais uma vez, estamos confiando em expansões futuras. Prfvr, EA!

– Não tem árvore genealógica. Pronto, falei! Sim simmers, essa foi uma das coisas que mais me deixou triste (depois das piscinas e bebês, claro). Os sims se identificam como pai, mãe, filho, filha e blá, blá, blá.. mas conforme passa as gerações, eles não criam mais vínculos. Pode parecer imbecil, mas eu sinto muita falta disso. Atenção EA, quero a árvore genealógica na minha mesa até segunda. Flw? Hahahahahahah. Verdade! 😛

Como eu disse, esses foram algumas pontos que encontrei. Não que eles deixam o jogo chato, pelo contrário, o The Sims 4 foi construído a partir do zero. Nada foi aproveitado! E mesmo assim, eles entregaram um jogo incrível. Realmente a essência dos sims foi revivida. Enfim, dá pra passar horas jogando The Sims de novo. #ChupaTheSims3

 

Não esqueçam de comentar aqui no post. Quero saber o que estão achando do game.

Se possível, compartilha com teus amigos, pode ser?

Valeu!

[TS4] Vamos criar um sim?

Fala galera! Tudo certo com vocês? Quanto tempo, né? Devido a alguns problemas, um tanto quanto pessoais, acabei ficando fora por alguns dias. Espero que tenham tido tempo para sentir minha falta, não? Hahaha. Chega de papo furado, e borá desvendar esse CAS (Criar um Sim) do The Sims 4. #Partiu

CAS - TS4

Desde o seu anúncio, em 2013, o The Sims 4 vem causando grande curiosidade para os fãs. Principalmente pela nova forma de poder criar seus Sims. Agora, pouco menos de um mês para o lançamento oficial (#todoscomemora), a EA Games resolveu liberar um gostinho para a galera.

Desde o The Sims 1, só era possível modificar seus sims através de painéis. E por incrível que pareça, eles nunca ficavam como a gente queria, né? O The Sims 4 resolveu trazer uma nova proposta. Os Sims são massinhas de modelar e você puxa e empurra onde quiser.

CAS - THE SIMS

No primeiro contato, tenho que admitir que é um tanto quanto estranho. Você não sabe onde e nem como faz para puxar e empurrar. Mas calma! É só no primeiro contato, logo depois, você descobre e sai modelando os sims da forma que bem entender. A ferramenta não é tão precisa, mas ela realmente impressiona qualquer pessoa. Eu curti bastante essa nova forma de fazer sims. Apesar de que até agora, não fiz nenhum digno de oscar. Hahahaha.

Agora as tatuagens realmente parecem tatuagens (#ChupaTheSims3), os chapéus se adequam ao cabelo dos sims, dá para escolher o andar deles. Enfim, é tanta coisa que você vai passar o dia todo brincando com essa ferramenta.

O grande diferencial do The Sims 3, era a ferramenta Criar um Estilo, onde você podia personalizar a cor e textura de qualquer objeto. Mas ela tinha um preço bem caro, e não estou falando de grana, falo do desempenho do jogo. Quem jogou, sabe. Travamentos, bugs e não era qualquer computador que rodava o TS3. Já para o The Sims 4, a EA Games resolveu banir essa ferramenta para que o jogo tivesse uma otimização melhor, e boa parte da galera possa instalar o game. Há quem faça birra até hoje por isso. Mas depois que você joga o CAS do TS4, você vê que o Criar um Estilo nem faz tanta falta assim.

Acredito que boa parte de vocês já tenha visto milhares de coisas sobre o CAS, no entanto, para quem não viu, resolvi trazer um vídeo do Chico Games, que por sinal é um dos mais completos, e ilustra melhor todas as possibilidades e coisas que podemos fazer na hora de Criar nosso sim para o The Sims 4.

Outra grande novidade é a Galeria. Agora não é preciso mais sair do game para fazer download de Sims, Casas e Objetos. Antes, para baixar o conteúdo do Exchange do The Sims, era preciso sair, ir até o site oficial, fazer login, fazer o download e entrar no jogo novamente. Agora com a Galeria, isso ficou muito mais fácil. E é quase uma rede social, todo mundo pode compartilhar, curtir, fazer download e até comentar as criações. Bacana, né? Eu simplesmente aplaudi de pé o novo CAS do The Sims. É realmente incrível! Não é perfeito, mas existe uma infinidade de coisas para se fazer/criar.

E se você está curioso pra saber como ele está funcionando, a EA Games acabou de disponibilizá-lo GRATUITAMENTE. É só ter uma conta no Origin, acessar este link e se divertir. Não me responsabilizo por vícios, ok? Hahaha.

 

Alguém já jogou a Demo do Criar um Sim? O que acharam?

Não esquece de compartilhar esse post com os amigos. E se quiser, comenta aí. Vamos trocar uma ideia 😉

Valeu galera! Até mais.

Spotify pousa em solo brasileiro

Fala galera, beleza? Para os amantes de música, finalmente o Spotify chega ao Brasil. É para aplaudir de pé! Não conhece o app? Se liga  aqui então.

Spotify pousa em solo brasileiro

Conhecido pelo mundo, o Spotify é um streaming de música. Ou seja, você não precisa ter músicas no seu smartphone ou tablet para ouvi-las. Ele é considerado o Netflix das músicas. E como todo e bom serviço, ele tem um preço. Mas calma, ele ainda pode ser utilizado gratuitamente.

Vamos as perguntas!

– Qualquer um pode baixar?

Sim! O Spotify é gratuito para fazer o download. Ele está disponível para iOS, Android e PC.

– Quais as vantagens e desvantagens do plano gratuito?

No plano gratuito, você tem acesso a todas as músicas. No entanto, só poderá as ouvir estando online. E você só pode ter o Spotify em um dispositivo. Portanto, terá que escolher dentre instalar no smartphone ou no tablet.

– Quanto custa a assinatura premium? Quais os diferenciais?

O valor ainda  é em dólar, portanto, só é aceito cartões internacionais. Porém, sai em torno de R$: 14,90 por mês. Na versão premium, você não precisa estar online para ouvir suas músicas e pode instalar o app em quantos aparelhos desejar.

– Vale a pena?

Vale e muito! Eu considero o melhor streaming de música. E certamente quem não quer carregar músicas no aparelho, vale a pena usar o Spotify e ter um pouco mais de espaço.

 

E aí, alguém usa o Spotify? Gosta?

Não esqueçam de deixar suas opiniões nos comentários abaixo. 😉

Valeu!

5 músicas que mais tenho ouvido

Quem me conhece, sabe. Não vivo sem música. Não tenho o dom para viver em ambientes silenciosos. O silêncio me incomoda. É sério! E como hoje é sexta, nada melhor que pegar algumas dicas de músicas para curtir nesse final de semana. Vem comigo 😉

5 músicas que mais tenho ouvido

1. Katy Perry – Teenage Dream

Essa com certeza é a música que mais toca por aqui. Conheço a Katy desde os tempos que ela tocava Hot N’ Cold (imagino que ela deva ter feito essa música pra mim. Só imagino. Porque né! #bipolarfeeelings). E desde aquela época, sempre curti as músicas dela.  Quando ela veio com a era California Dreams (2010), admito que tive náuseas por tanto doce, mas com o tempo passei a gostar (Principalmente depois de assistir o Part Of Me 3D – O filme. Depois que conhecia a história dela, passei a admirar essa mulher ainda mais).  Teenage Dream não é nova, mas considero umas das melhores músicas dela. Batida envolvente e uma música para quem está, ou não, apaixonado.

 

2. Aloe Blacc – The Man

Conheci essa música a umas três semanas. Foi em uma das minhas zapeadas pela TV, e se tornou essencial na minha playlist. Gosto bastante de músicas nesse estilo soul. E se você é como eu e está pensando que já viu o nome Aloe Blacc, descubra AQUI (Junto com o Avicci, o Aloe fez os vocais dessa música.)

 

3. Zedd – Clarity (feat. Foxes)

Estou em uma relacionamento sério com essa música. Desde que a ouvi, gostei. Fiquei um tempão tentando descobrir o nome dela. Abençoado seja o SoundHound que me auxiliou nessa árdua missão. Não dispenso essa música por nada nesse mundo.

 

Saiba Mais: Que tal descobrir suas músicas favoritas com apenas um toque?

 

4. Pitbull – Timber (feat. Ke$ha)

OMG! O ritmo dessa música fez minha cabeça o verão todo. Essa é daquelas que começa a tocar e você já sente vontade de arrastar as cadeiras e dançar. Fiquei uma semana inteira ouvindo para decorar a letra, e adivinha? Ainda não decorei. Hahaha. Mas ainda estou tentando. Se alguém quiser ensinar, estamos aê. 😉

 

5. James Blunt – Stay The Night

E pela primeira vez, meu irmão me deu um ótimo presente: essa música linda. Não sei se já falei, mas ele tem um vicio de ter milhões de músicas, mas sempre ouve as mesmas. E quando eu fazia faculdade, voltava de carro com ele para casa. Era em torno de 1h ouvido as mesmas músicas sempre (Sdds Djavan). Mas peraí, poderia ser pior. Ele poderia gostar de Banda Djavú ou Calipso. Hahaha. Enfim, espero que gostem da minha última música que eu mais tenho ouvido.

 

[BONUS] Supercombo – Piloto Automático

Conheci essa banda na semana passada e simplesmente me apaixonei pelo som deles. A música Piloto Automático é minha preferida. É que que mais me faz refletir sobre tudo. E queria compartilhar ela com vocês, meus queridos seguidores. Espero que gostem! 😀

 

Gostaram? Então bóra pro final de semana?

A playlist eu já fiz, agora é só compartilhar com seus amigos e curtir muito.

Valeu!